Portal do Governo Brasileiro
  • Página Inicial
Voltar

Mobilização Social pela Educação em Campo Grande (MS)

Práticas:: Lei sobre Dia e/ou Semana de Mobilização Social pela Educação, Criação de Comitê de Mobilização Social pela Educação
Parceiros: Outros parceiros, Ministério Público, Setor Público, Secretarias de Educação e Escolas, Instituições religiosas
Unidade(s) Federativa(s): MS
Descrição:

População

786.797 (IBGE - Censo 2010).

Contato

Diana Contar - chefe da Divisão de Gestão da Educação Básica da Secretaria Municipal de Educação de Campo Grande/MS - diana.contar@gmail.com - (67) 3314-3854 / 3314-3681

Liderança (ator responsável)

Secretaria Municipal de Educação e Comitê Local de Mobilização Social pela Educação.

Parceiros

Comitê Local de Mobilização Social pela Educação, associações de Pais e Mestres, conselhos escolares, Promotoria da Infância e Juventude, conselhos tutelares, associações de Moradores dos Bairros, Programa Amigos da Escola, Secretaria Municipal de Assistência Social, Secretaria Municipal de Saúde, Ordem dos Advogados do Brasil, Coordenadoria da Polícia Comunitária PM/MS, Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude.

Evolução no Ideb (redes públicas)

idebcampogrande

Fonte: Inep/ MEC.

Estratégias empregadas

Realização de Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação

Realizada em parceria entre a Secretaria Municipal de Educação e o Ministério da Educação (MEC), a oficina reuniu representantes de outros 20 municípios do Mato Grosso do Sul, mobilizadores de Rio Branco (AC), educadores, representantes da União dos Dirigentes Municipais da Educação (Undime), de universidades, de conselhos tutelares, de associações comunitárias e entidades religiosas, entre outras lideranças sociais.

Criação de Comitê local de Mobilização Social pela Educação

O Comitê local de Mobilização Social pela Educação foi organizado em 2010, a partir da Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação. Tem participação de representantes da Secretaria Municipal de Educação, do Programa Bolsa Família, do Programa Escola Aberta, do Conselho de Segurança dos Bairros e de igrejas, além de profissionais das escolas (diretores e diretores adjuntos), pais e alunos. Participam também outros mobilizadores que preencheram o formulário de adesão às ações de mobilização. O documento foi distribuído a esses voluntários juntamente com as cartilhas.

As ações do Comitê são orientadas por um Plano de Mobilização Social pela Educação, que é regularmente monitorado e avaliado. A partir das avaliações, novos planejamentos são elaborados.

Há, ainda, 18 subcomitês da mobilização criados após o 2º seminário Mobilização Social pela Educação e Cultura da Paz, que atuam em bairros do município. Os subcomitês contam com planos de ação específicos.

Divulgação da mobilização em eventos diversos

O Comitê participa de eventos diversos para divulgação da mobilização social pela educação, como a ação desenvolvida pelo Projeto Comunidade Tranquila, realizada pelo Conselho Comunitário de Segurança do bairro Los Angeles. Em oportunidades como essa, os mobilizadores conversam com as famílias sobre a importância da participação dos pais na trajetória escolar dos filhos.

Fortalecimento dos conselhos escolares

Além de sensibilizar a comunidade da capital sul-mato-grossense sobre a importância da interação família-escola, o Comitê tem entre seus objetivos fortalecer e ampliar a atuação dos conselhos escolares das unidades de ensino da rede municipal. Para tanto, são desenvolvidas as seguintes ações:

• Fomento à participação dos segmentos representados nos conselhos nas decisões referentes à organização do trabalho pedagógico e administrativo das escolas.

• Facilitação do diálogo com os conselheiros a respeito de aspectos pertinentes ao funcionamento da escola, á gestão, às práticas e aos recursos pedagógicos, à avaliação da aprendizagem, à formação e capacitação de professores e infraestrutura.

• Apresentação do Plano de Mobilização Social pela Educação aos conselheiros.

• Incentivo à integração dos trabalhos desenvolvidos por conselheiros escolares, representantes de associações de Pais e Mestres (APMs) e coordenadores do Programa Escola Aberta.

• Discussão de mecanismos de controle da frequência dos alunos para evitar a evasão e a repetência.

• Debate sobre formas para reforçar a atuação dos conselhos escolares e das APMs.

• Realização de palestras sobre temáticas relacionadas à mobilização social pela educação, como Mobilizando os conselhos escolares e as APMs: fortalecendo a ação da comunidade pela educação.

Realização de Seminários de Mobilização Social pela Educação

Entre as ações do Comitê Local de Campo Grande está a realização de Seminários de Mobilização Social pela Educação. As pautas dos eventos realizados foram: Mobilizando os Conselhos Escolares e APMs: fortalecendo a ação da comunidade pela educação; Cultura da Paz; e Violência na Escola. O público desses eventos incluiu pais, alunos, conselheiros escolares e educadores.

Instituição de Semana da Família na Escola

As escolas municipais de Campo Grande promovem, desde 200,9 a Semana da Família na Escola, pautada por atividades voltadas à participação efetiva dos pais na vida escolar dos filhos.

Integração com os Programas Escola Aberta e Escola Viva

Uma das estratégias do plano de ação do Comitê de Mobilização Social pela Educação de Campo Grande para ampliar a participação das famílias e da comunidade nas decisões pedagógicas e administrativas das escolas é promover a integração das atividades do grupo de mobilizadores com as ações dos Programas Escola Aberta e Escola Viva.

O Escola Aberta, programa do Ministério da Educação, incentiva e apoia a abertura de escolas situadas em territórios de vulnerabilidade social aos finais de semana. Em parceria com a comunidade, são desenvolvidas atividades educativas, culturais, esportivas, de formação inicial para o trabalho e a geração de renda direcionada aos estudantes e à população do entorno das unidades de ensino. O Escola Viva é um programa da Prefeitura Municipal de Campo Grande que funciona nos mesmos padrões do Escola Aberta.

Estabelecimento de parceria com a Promotoria da Infância e Juventude

A Promotoria de Infância e Juventude é uma parceira importante das ações de Mobilização Social pela Educação em Campo Grande. A parceria facilita a integração das ações do Comitê de Mobilização com as atividades do Projeto Contra Evasão e Violência Escolar, desenvolvido pela 27ª Promotoria da Infância e Juventude em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação.

Entre as ações promovidas em conjunto, há a realização de palestras em escolas municipais para estimular as famílias a participarem de forma ativa da educação escolar das crianças e dos adolescentes.

Desenvolvimento de projetos por escolas

As escolas da rede municipal de ensino de Campo Grande desenvolvem projetos próprios de mobilização social pela educação. A Escola João Nepomuceno, por exemplo, promove o projeto "Resgatando os valores da família", no qual a cartilha Acompanhem a vida escolar dos seus filhos é o principal instrumento. O objetivo é conscientizar as famílias sobre a importância da participação dos pais no cotidiano escolar dos alunos e nas atividades propostas pela instituição de ensino.

Os professores da escola incentivam os alunos a criarem cartazes, redações e poemas e promoverem apresentações culturais com base nos conteúdos da cartilha. O intuito é atrair a atenção dos pais para o tema.

Instrumentos de mobilização utilizados

Produção de cartilha Família+Escola=é a comunidade que faz

A Secretaria Municipal de Educação produziu a cartilha Família+Escola=é a comunidade que faz, com textos ilustrativos e de fácil entendimento. Destinada a pais, alunos e comunidade, o foco é mostrar a importância de a família acompanhar os estudos dos filhos.

Acesse aqui o link da cartilha Família+Escola=é a comunidade que faz :

 

Cartilha Acompanhem a Vida Escolar de seus Filhos

A cartilha Acompanhem a vida escolar dos seus filhos produzida pelo MEC também é utilizada nas ações de mobilização no município.

Kit de Mobilização Social pela Educação

A Secretaria Municipal de Educação organizou um kit contendo materiais sobre a Educação e funcionamento das escolas da rede, incluindo informações sobre a mobilização social pela educação. O kit é entregue aos pais e responsáveis durante o período de matrícula dos alunos.

Principais desafios enfrentados

A representante da Secretaria Municipal de Educação e do Comitê Local aponta como desafio da experiência a falta de compreensão de alguns segmentos sobre o que é a mobilização, o que pode acarretar na perda de foco das atividades.

Resultados principais

Os principais resultados apontados pela representante da Secretaria Municipal de Educação e do Comitê Local são:

• Maior integração de pais e responsáveis pelos alunos com as escolas, associações de Pais e Mestres e conselhos escolares, guiados pelo objetivo de melhorar os resultados no desempenho escolar dos estudantes.

• Maior participação da comunidade em geral nas ações desenvolvidas pelos Programas Escola Viva e Escola Aberta.

• Maior participação da comunidade e das famílias nas ações da escola, no acompanhamento escolar e da frequência dos filhos.

• Maior empenho e preocupação em torno do combate à violência nas escolas.

• Diminuição da evasão escolar.

• Maior cuidado com o patrimônio escolar.

• Fortalecimento dos conselhos escolares e das associações de Pais e Mestres.

Perspectivas

O município pretende manter e ampliar as parcerias e capacitar novos mobilizadores para integrarem a equipe de mobilização social pela educação de Campo Grande.

Objetivos:
© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal